menu

04 outubro 2014

Um Domingo Importante

          Boa Noite seres humanos do nosso querido Brasil, faz um tempo que não apareço por aqui mas aqui estou eu, viva, feliz, mas ainda um pouco desiludida com os humanos ou melhor, com nós, brasileiros, vim falar de algo que provavelmente vocês já estou bem cansados de ouvir, porém o assunto é sério e merece sua devida atenção.


         Amanhã, a partir das 8 horas, o destino do Pais, dos 27 estados (sim, 27, eu conto com o distrito federal, mesmo não sendo um estado u.u), começa a ser definido por quem tem autoridade e legitimidade para isto: NÓS. Em todo o Brasil mais de 142 milhões de cidadães estão hábitos a dar seu voto e escolher com sabedoria quem daqui para frente vai dirigir a Nação.
         Muitos de vocês, assim como eu, vai ir as urnas amanhã pela primeira vez, e assim como eu também, deve tá com uma grande confusão na mente perante a isso, o fato é que é difícil partir do principio que todos os candidatos falam a verdade, até porque vimos desde pequeno que politico é mentiroso, apesar disso, temos que ver a propaganda eleitoral acreditando cegamente que todos estão falando a verdade, ou então não conseguiremos votar em nenhum.
         Escolha seu candidato de acordo com o que falam, pesquise a respeito e confie no que acha certo, não aceite qualquer promessa, exija as melhores mudanças, olhe para o que estão falando e pense em um futuro com tudo o que prometeram, se gostou do que viu, e se é assim que você quer ver nosso Brasil, então vote.
         É difícil assim como toda decisão importante é difícil de ser tomada, não estamos ali apenas por nós mesmos, nunca vote pensando apenas em você, pense em toda a nação, não somos apenas um, somos mais de 200 milhões de pessoas, vote por todos os 200 milhões, vote por aquele indeciso, aquele que não sabe de politica, aquele que diz não ser afetado por quem está no poder, por aqueles que não tem a oportunidade ou não querem dar seu voto, por quem não acredita na melhoria, por todos que ainda não podem decidir o futuro pois ainda vão ser o futuro, por aquele que ainda não entendeu o quanto é importante para o Pais, vote por um Brasil melhor, e vote consciente pois o rumo de todo um pais está em suas mãos.

                                                                                     - Chegou a hora de mudar'
xx Beijos xx

26 agosto 2014

A quanto tempo!

      Quando foi a ultima vez? hum... maio? junho? não lembro direito... Bom gente, estou viva, e é incrivel como sempre tenho que repetir isso, é incrivel minha forma de abandonar as coisas tão facilmente...

       Depois de me estressarem por eu não jogar bem (já sou conformada com isso, mas não precisa ficar me xingando u.u) resolvi da uma passada aqui para tentar lembrar porque eu deixei o blog de lado.
      Resultado, comecei a ler meus posts antigos, e puta que pariu (desculpe o palavrão) eu sou uma incrivel desistidora de coisas.

Tô aqui escrevendo, mas nem sei porque, nem vou continuar com isso mesmo, olha, eu tô bem, tô feliz, tô perdida como sempre, continuo sem muitos objetivos, continuo com uma grande falta de interesse em mim mesma, aquela pessoa que nem consegue tentar as coisas, ela já vai logo desistindo, essa sou eu u.u

12 junho 2014

Sou forte. Meio doce e meio ácida. Em alguns dias acho que sou fraca. E boba. Preciso de um lugar onde enfiar a cara pra esconder as lágrimas. Aí penso que não sou tão forte assim e começo a olhar pra mim. Sou forte sim, mas também choro. Sou gente. Sou humana. Sou manhosa. Sou assim. Quero que as coisas aconteçam já, logo, de uma vez. Quero que meus erros não me impeçam de continuar olhando para a frente. E quero continuar errando, pois jamais serei perfeita (ainda bem!). Tampouco quero ser comum e normal. Quero ser simplesmente eu. Quero rir, sorrir e chorar. Sentir friozinho na barriga, nó no peito, tremedeira nas pernas. Sentir que as coisas funcionam e que tenho que trocar de jeito quando insisto em algo que não dá resultado. Quero aprender e, ainda assim, continuar criança. Ficar no sol e sentir o vento gelado no nariz. Quero sentir cheiro de grama cortada e café passado. Cheiro de chuva, de flor, cheiro de vida. Aprecio as coisas simples e quero continuar descomplicando o que parece complicado. Se der pra resolver, vamos lá! Se não dá, deixa pra lá. A vida não é complicada e nem difícil, tudo depende de como a gente encara e se impõe. Quero ser eu, com minha cara azeda e absurdamente açucarada. Não quero saber tudo e nem ser racional. Quero continuar mantendo o meu cérebro no lugar onde ele se encontra: meu coração. E essa é a melhor parte de mim.
— Clarissa Corrêa

11 junho 2014

Outro Caminho!

     Talvez essa seja minha ultima postagem, não porque eu esteja sem ter o que postar aqui, ou até por não ter tempo, é que apenas eu não tenho mais vontade de vim aqui, e essa postagem é apenas uma forma de desabafo, não sei nem se chegarei a postar quando decidir parar de digitar, estou escrevendo tudo que vem na mente.
     desde minha ultima postagem algumas coisas na minha vida mudaram, e eu fui novamente para aquela sala de teste, onde o produto vai ser testado para saber se está pronto para ser lançado ou não, acho que já é minha terceira vez nessa maldita sala, e não eu nunca fico pronto para o lançamento. Estou em uma fase de transição onde nem eu consigo definir o que eu sou e que caminho estou seguindo, mas isso não é muita novidade.
      logo apos minha ultima postagem, aquela lá toda depressiva e tals, a vida/destino/deus, seja lá o que for, saiu me mostrando algumas alternativas, alguns objetivos, uma outra visão de mundo, e eu observei com atenção tudo aquilo, e claro depois de consumir tanta informação diferente meu cérebro simplesmente ficou com um processamento um pouco mais lento que o normal. Vi algumas coisas que quero levar comigo para o resto da minha vida, que infelizmente vai ser mais longa que o esperado por mim, e outras coisas que ainda estou tentando decidir de que forma vão entrar em ação.
     Infelizmente estou escrevendo isso em um dia não muito bom, estou triste por algumas coisas, ou por nada, apenas pelo fato de está triste, o incrível mesmo é que depois de um ano aqui quase nada mudou. Cresci, tenho uma forma de pensar um pouco diferente, estou no final da minha faculdade, tive mais algumas decepções em relação a tudo na minha vida, e hoje estou exatamente como estava quando criei esse blog, CONFUSA, em processo de transformação e adaptação a tudo que está ao meu redor.
     Isso é normal, e coloca normal nisso, pois é isso que acontece a cada dia com todos nós, nos adaptamos com tudo que está ao nosso redor, geralmente nem percebemos. Ah não leia isto como se eu estivesse reclamando da minha vida, se tava lendo assim pare agora! Isso não é reclamar, estou apenas me auto analisando, as coisas são confusas e nem da para expressar direito o que se passar dentro da minha cabecinha, nem deveria ta escrevendo essas coisas, mas precisava tirar de mim, é assim que me organizo.
     Bom, tem momentos que sua vida esta tão boa que você se apega a isso, e se esquece que ainda tem coisa a ser feita, dai acontece algo que lhe acordar e você percebe que não saiu do canto, estava apenas ali parada aproveitando uma "folga" talvez nem merecida, e é nessas horas que você percebe a bagunça, parece que você era apenas um castelo de cartas e alguém sem querer deu um suspiro e te derrubou, putz, esse castelo é de nível oriental para ser montado novamente.
     Se isso for postado, como provavelmente vai ser, acredito que ninguém vai continuar lendo até aqui, só estou escrevendo um monte de plong, só precisava escrever, tirar de mim, sem o tipo de escrita certinha, que tentar mostrar o sentimento através de frases bonitas, ou metáforas, ou qualquer outra coisa do tipo de coisa que usem para fazer um texto sentimental.
     Estou de férias, e agora que seria bom para postar e fazer qualquer coisa, mas não tenho vontade disso, não tenho vontade de nada, apenas de ficar parada esperando o tempo passar, e ao mesmo tempo quero fazer tudo e aproveitar a vida.
 cansei de digitar, cansei de pensar, cansei de compartilhar a confusão que está dentro de mim...

08 junho 2014

Sem titulo



Hoje foi difícil levantar, foi difícil mesmo que eu não tenha um motivo aparente pra afirmar que me senti triste ao acordar, se eu te disser que nada fez sentido, o que você me dirá? talvez diga algo animador que me livre dessa introspecção, talvez exalte a beleza da vida, me fazendo criar um mundo perfeito que existe apenas na imaginação. Hoje acordei cansado, acordei fragilizado, mas não foi como os outros dias que acordei no mesmo estado. Hoje acordei pensativo, desgastado, custei pra fazer coisas simples do dia à dia, tomar banho, esquentar um café, assistir o jornal, tudo isso foi sacrificante. Se eu te disser que venho tendo crises de desistência, o que você me indicará? Um remédio? Um livro? Um balcão de bar? Você também se sente triste, mas se eu te disser que também me sinto, você irá ignorar sua tristeza pra me fazer refletir sobre uma beleza distante que talvez nunca iremos alcançar, você me confortará com um ombro e um sorriso, a doçuras das palavras que dão um jeito no vazio do peito, porque está tão cansada quanto eu dessa melancolia que nos abraça com tanta força à ponto de nos sufocar. Cazuza disse em uma de suas músicas, que nessas horas pega mal sofrer, e pega mesmo, mas a felicidade nem sempre é questão de escolha.


— Sean Wilhelm.

23 maio 2014

Perdida de novo e celular quebrado!

      É incrível, para ter uma ideia, em um jogo que tem um mapa com uma seta indicando para onde ir eu consigo me perder, agora é só imaginar na vida real, um total desastre em relação a ir sozinha para qualquer lugar...


      Era apenas um dia normal quando eu consigo reunir forças para ir ao curso, saio de casa escutando musica, e chego na parada totalmente distraída porém ciente de que já estava atrasada (normal), passou alguns minutos e nada do ônibus aparecer, mas eu estava escutando musica então não me importei muito com a demora, e sim, já estava demorando bem mais que o normal (tenho ideia disso pelo fato de já ter ouvido mais musicas do que normalmente escuto até o ônibus chegar), mas dai ele chegou, e por incrível que pareça não tinha um tumulto agoniante para entrar no maldito ônibus, e uma coisa mais magica ainda, tinha varias cadeiras varias do lado da sombra *-*. Tranquilamente entrei no ônibus e sentei em uma das cadeiras perto das janelas, continuei escutando musicas até que... O ônibus ao invés de fazer a curva continua andando em linha reta.
     Um mini ataque cardiaco dominou meu coração, enquanto a sensação de está em um ônibus estranho estava me dominando eu tentava desmostrar fisicamente que nada de anormal estava acontecendo, até porque é super normal uma garota apanhar um onibus errado, claro, quando essa garota sou eu ^^
     Fiquei calma e continuei no onibus, porque alguma coisa muito idiota na minha mente estava dizendo que ele iria fazer retorno e eu chegaria onde pretendia chegar, porém, é claro, como Cínthia não é nada sortuda, isso não aconteceu, continuei no onibus enquanto todos estavam saindo, e só quando ele parou definitivamente e não tinha mas ninguém nele além de mim, foi que decidir sair e pedir socorro, kkk...
    Ao sair atravei a rua e fui de encontro a um garoto que estava com uma farda de escola parado na esquina, perguntei a ele se sabia o que fazia para voltar para meu bairro, e claro que ele respondeu, logico, apos de ter um ataque de risos depois que eu disse que tinha apanhado o ônibus errado, mas não o culpo, uma garota estranha, com cabelo azul, calça rasgada e cara de doida apanhou o ônibus errado e agora estava desesperada sem saber o que fazer, com certeza eu no lugar dele também iria rir.
    Apos escutar as instruções do garoto risonho segui a rua em frente, e tive a genial ideia de pegar o celular e ligar o GPS para saber exatamente onde eu estava, mas como Cínthia não é nada sortuda, o celular resolveu me abandonar, ele simplesmente resolveu se desligar e não ligar nunca mais enquanto eu estava sozinha em um lugar totalmente desconhecido e com pessoas olhando como se eu fosse a guria mais esquisita do mundo. Pensando por outro lado eu poderia ter sido assaltada, ou pior, sequestrada, estuprada... que lugarzinho estranho aquele onde fui parar.
   No fim das contas deu tudo certo, cheguei em casa sã e salva, só foi triste mesmo para meu celular, que teve que ir para assistência.

21 maio 2014

Um ano depois!

      Não!! EU NÃO VOU TROCAR O NOME DO BLOG PARA "PUTZ, FIZ 19!"

 Desde que criei o blog todos perguntam
  - Então Cínthia, quando fizer 19 anos vai trocar o nome para "Putz, fiz 19!" ?! 

 - Então pessoa linda do meu Heart, você muda sua data de nascimento?! Acho que não neah...'

  É o seguinte, hoje é meu ultimo dia com 18 anos, e gostaria de dizer que isso é uma coisa muito boa, eu consegui passar essa fase, agora é só curtir o momento e ser feliz, porém não é assim que a banda toca, isso não é nada bom, e foi até bom eu ter escrito fase o que me fez lembrar jogo, porque é exatamente isso que a vida é, um jogo, e cada fase que você passa vem mais obstáculos, e de certa forma mais difícil, porém na fase anterior você adquiriu experiencia suficiente para começar essa nova.
   Queria dizer também que estou extremamente feliz com meus avanços, porém, eu estaria mentindo, não posso dizer que evoluir muito do ano passado pra cá, okay, okay, aprendi muita coisa, e mudei bastante minhas ideologias, estou relativamente mais madura, porém ainda não estou feliz com isso, muito ainda precisa ser mudado.
   Talvez você leia isso e me ache pessimista, eu deveria está feliz por tudo que realizei esse ultimo ano, bom pessoa, eu estou feliz com tudo que realizei esse ultimo ano, mas sinto que minha evolução está um pouco lenta, e sinceramente, eu não estou feliz comigo. É triste falar isso, mas é assim que estou me sentindo agora, nesse momento me sinto uma estranha, é como se uma criatura desconhecida habitasse meu corpo, mas acho que daqui a pouco me acostumo com ela.
   Antes que eu me esqueça...
Foi ótimo ter esse blog, e é incrível que eu ainda esteja aqui depois de um ano, pensei que ia excluir depois de algum pouco tempo, como fiz com outros blogs que criei em minha jornada, e essa foi minha vontade as vezes, porém apenas por ter esquecido do motivo que me fez cria-lo. É sempre bom vim aqui e colocar as ideias, focar em alguma coisa, me concentrar, mesmo que seja apenas para criar um post, isso faz com que eu me sinta melhor, como se eu não estivesse sozinha. Obrigada por tudo!
 

Tem post de aniversario amanhã e quem sabe o lançamento de um sorteio especial de aniversario...'